Dica Neopag

Qual a importância do Capital de Giro para o futuro da loja?

Publicado por:
This is some text inside of a div block.

Um das questões muito discutidas no comércio varejista é sobre a  administração financeira. Está que se apoia, quase que totalmente, ao capital de giro do estabelecimento. Porém, muitas vezes esse recurso é usado com outras finalidades e acabam comprometendo o futuro da loja. Por isso, é sempre bom lembrar que a saúde do comércio depende de uma gestão eficiente e acompanhamento constantes, pois são os fatores principais para as diversas tomadas de decisões  que o comércio precisa fazer ao longo do ano. E basta uma decisão equivocada para afetar bastante o rumo da loja. 

Diante disso, é necessário entender o conceito básico de capital de giro. É o  recurso utilizados pelo estabelecimento comercial para financiar a manutenção de suas operações. Tais como compras de estoque, fornecedores, folha de pagamento, despesas administrativas, entre outras. O capital de giro é uma medição financeira que calcula se a loja possui ativos líquidos suficientes, ou seja, dinheiro para pagar as contas que vencerão dentro do período de um ano. 

Para calculá-lo é necessário descobrir a diferença entre os ativos circulantes, que são o estoques, contas a receber, valor em caixa, etc; e os passivo circulante, que  é o valor que o comércio deve, como fornecedores, funcionários, aluguéis, impostos, etc. Ou seja, são obrigações que o estabelecimento tem que pagar em um prazo de até um ano. A conta para encontrar essa diferença e o valor do capital de giro líquido é simples, basta subtrair o ativo circulante pelo passivo circulante. O ideal é ter o capital de giro positivo, que é quando o ativo circulante é maior que o passivo circulante. Por isso, fazer uma boa gestão do capital de giro da loja é um desafio e tanto, pois pode determinar o fracasso ou sucesso do negócio. 

Existem dois aspectos considerados fundamentais para realização de uma  administração eficaz do capital de giro: 

  • O controle preciso de entradas e saídas, quanto mais previsível for este alinhamento entres pagamentos e recebimentos menos capital de giro será necessário. 
  • O conhecimento da frequência de vendas do comércio. Isso porque tendo essa informação , é possível fazer um planejamento e o capital de giro ser usado de maneira bem eficiente. Por exemplo, quando tem uma redução nas vendas ele pode ser usado para honrar os compromissos e pagar as contas daquele período. Ou quando tem um aumento muito grande de vendas ele pode ser usado para fazer a reposição do estoque. Um fator relevante para obter esses dados são as sazonalidades dos produtos, pois ela interfere diretamente nas vendas da loja. Desta forma, sabendo a frequência de vendas é possível “prever” eventuais dificuldades financeiras.

Uma das grandes vantagens do comércio varejista é que por ter uma alta rotatividade de estoque e lucrarem toda vez, ou quase toda vez, que abrem suas lojas o dinheiro é gerado muito rápido e as lojas conseguem “guardar” o lucro das vendas diárias por um período curto. O que torna desnecessário ter uma grande quantidade de capital de giro. 

Quer mais dicas para sua loja? Veja nossos posts:

Do crediário ao produto financeiro: A evolução do crédito próprio com o cartão da sua loja.

Planeje as compras da sua loja e aumente seus lucros.

Conheça técnicas de organização de loja e impulsione suas vendas!

Como criar uma vitrine atraente?


Neopag

Bom para quem paga.
Bom para quem recebe.

Você Também Pode Gostar:

Dica Neopag
Uma forma inovadora de FIDELIZAR SEUS CLIENTES
Ler Mais
Treinamento
Como funciona a Neopag?
Ler Mais
Dica Neopag
Vantagens de usar Neopag na sua loja!
Ler Mais